CH Straatmann

Personalidades famosas que viveram em Londres são homenageadas com as 'Blue Plaques'; conheça elas

Caminhando pela cidade de Londres, é comum encontrar casas e prédios que contém placas azuis afixadas em suas fachadas. Conhecidas como "Blue Plaques", elas representam uma conexão com o passado e a herança da cidade, com objetivo de apresentar para as novas gerações um pouco da sua história, reforçando suas identidades como indivíduos, comunidade e nação.

Local onde Jimi Hendrix morou em Londres na década de 60 (à esq.),
ganhou uma blue plaque em sua homenagem

Nessas placas está escrito o nome de uma personalidade pública, sua ocupação e o período em que residiu naquele local. As "Blue Plaques" permitem aos moradores e visitantes da capital britânica reviver os caminhos e seguir os passos de ancestrais influentes e seu legado seja nas artes, fiosofia, ou política. Elas são ferramentas educacionais valiosas que ajudam a dar sentido ao mundo em que vivemos hoje. Por trás de cada placa, esconde-se uma história de vida fantástica...

Reuni aqui uma lista de personalidades famosas cuja história está representada nessas placas:

  • John Lennon
  • Bob Marley
  • Jimi hendrix
  • Keith Moon
  • Wolfgang Amadeus Mozart
  • Vincent Van Gogh
  • Agatha Christie
  • Oscar Wilde
  • Virginia Woolf
  • Arthur Conan Doyle
  • Charles Darwin
  • Alfred Hitchcock 
  • Boris Karloff
  • Isaac Newton
  • George Orwell
  • Vladimir Lenin
  • Mahatma Gandhi
  • Ian Fleming

Coluna de música: Les Tambours de Brazza


Yannis Psathas
Durante a feira Womex, que ocorreu de 23 a 27 de outubro, na cidade de Cardiff, País de Gales (UK), um dos showcases que mais me chamaram a atenção em todo o evento foi o do grupo percussivo Les Tambours de Brazza.

O Les Tambours de Brazza é um conjunto africano (Congo) que em sua formação apresenta um grupo de seis percussionistas empunhando o Ngoma Drums que é uma espécie de conga rústica, um pouco maior que uma conga comum, acompanhados de um baixista, um guitarrista, um baterista e liderados por uma voz principal (com todos fazendo coro e coreografias enquanto tocam).

A performance destes percussionistas, que são o time de frente, é frenética e empolgante; Rola muito espaço de improviso para os percussionistas e o trio baixo/bateria/guitarra é de primeira.

O show passa uma energia muito forte, que foi retribuída de imediato pela audiência, que acompanhava cada ato da performance do grupo. No dia seguinte ao show, estive com um dos seus integrantes, ganhei um disco e pudemos conversar um pouco sobre nossos trabalhos, também entreguei meu disco, falei que era um músico baiano, e para minha surpresa, ele disse que conhece a Bahia e que estivera recentemente em Salvador, com Carlinhos Brown.

Compartilho abaixo um momento de show desse grupo que, pra mim, realizou um dos shows mais empolgantes do Womex´13, Les Tambours de Brazza:

 

Business to Business – WOMEX 2013

De 23 a 27 de Outubro, acontece em Cardiff, no País de Gales, a WOMEX (World Music Expo).

Diferente de feiras internacionais como o NAMM (EUA) ou Musik Messe (Alemanha), que são focadas em produtos e equipamentos da indústria de música, a Womex é direcionada aos negócios da música, promovendo um grande encontro entre toda a cadeia de agentes do music business do mundo inteiro.

Como músico, vejo essa feira como uma oportunidade de internacionalização do meu trabalho artístico. Um passo importante pra quem pretende realizar turnês e distribuir sua música fora do Brasil. Aqui se encontra a nata desse ecossistema: são agentes de shows, festivais, selos, distribuidoras, conferências, eventos de network, showcases, jornalistas e artistas do mundo inteiro.

Traduzindo em números, na edição do ano passado foram 3.300 empresas, 6.950 representantes, 184 startups, 338 jornalistas de mais 75 países.

A preparação consiste em reunir um bom portfólio com todo o seu material, de releases à clipagem, de fotos e vídeos ao disco. No meu caso, é uma ação de promoção do álbum Efecto Vertigo, lançado em Abril deste ano, que é um projeto solo instrumental dedicado a ritmos latinos. A partir daí, a ideia é apresentar esse material, conhecer novas plataformas de difusão para essa música e formar novas conexões de negócios.

No Brasil, existem feiras de negócios que acontecem todos os anos, a exemplo da Feira da Música (Ceará) e Feira Música Brasil (que acontece em diferentes cidades a cada edição).

Se você é músico e pretende dar um upgrade na carreira, essa é uma ótima oportunidade de conhecer os agentes dessa cadeia da qual fazemos parte, e porque não, dar início a uma trajetória de sucesso?