Comportamento

Máquina nas ruas troca garrafas plásticas por ração para cães abandonados


Garotinho recicla garrafa de água e cachorro desabrigado ganha comida

A marca Pugedon da Túrquia teve uma ideia inspiradora para incentivar as pessoas a reciclarem. Por meio de uma máquina instalada nas ruas, os cidadãos podiam descartar garrafas plásticas e, em troca, ajudar a alimentar cães e gatos desabrigados.

A ação ocorreu em abril deste ano, com uma máquina sendo instalada em um parque de Istambul. O equipamento usado possui espaço apropriado para o descarte do líquido nas garrafas (no caso de ser água, ela é destinada aos próprios animais), enquanto o plástico vai para outro compartimento, que libera automaticamente, como numa máquina de refrigerante, uma porção de ração numa vasilha, onde os animais podem se servir da comida.

Veja abaixo o vídeo da ação que está fazendo sucesso nas redes:

Papa Francisco recebe pela primeira vez vítimas de padres pedófilos

*Da Agência Lusa



O papa Francisco recebeu nesta segunda-feira (7), pela primeira vez no Vaticano, seis vítimas de padres pedófilos, anunciou a Santa Sé. O grupo - dois alemães, dois britânicos e dois irlandeses - foi recebido pelo papa na Casa de Santa Marta, onde Jorge Mario Bergoglio mora desde que foi escolhido em março de 2013. O encontro foi precedido por uma missa na capela.

Francisco anunciou o encontro privado no fim de maio. As associações de vítimas aguardavam a reunião e estavam surpresas por ainda não ter ocorrido. Elas avaliavam que o Vaticano não tinha feito o suficiente na luta contra a pedofilia.

O papa anunciou repetidamente "tolerância zero" e a vontade de impor "sanções muito severas". Francisco comparou todo padre que abusa de uma criança a alguém que comete o pior sacrilégio, "uma missa negra". Ele criou uma comissão de peritos para a proteção da infância no seio das instituições da Igreja Católica.

O escândalo, revelado nos anos 2000, atingiu dezenas de milhares de crianças, em diferentes países, da Irlanda aos Estados Unidos. Os fatos remontam às décadas de 1960 e 1970. A Igreja é acusada de ter tolerado e por vezes protegido os criminosos sem ouvir as vítimas.

Filósofo mais polêmico do país, Pondé lança "A Era do Ressentimento"

O filósofo, escritor e professor Luiz Felipe Pondé, autor do "Guia Politicamente Incorreto da Filosofia", lança no próximo dia 24, em Curitiba, o livro "A Era do Ressentimento" (Ed. Leya). O evento faz parte do projeto "Encontro com a Palavra", promovido pelo Conselho da Biblioteca Bento Munhoz da Rocha Netto do Graciosa Country Club, em parceria com a UniBrasil e com apoio da Editora Leya, Freguesia do Livro e Universidade Federal do Paraná (UFPR).

Leia também:


Colunista do jornal Folha de S. Paulo desde 2008, Luiz Felipe Pondé é graduado em Medicina pela Universidade Federal da Bahia e Filosofia Pura pela Universidade de São Paulo, doutor em Filosofia Moderna pela Universidade de Paris e pós-doutor pela Universidade de Tel Aviv, Israel. Atuou como professor convidado nas universidades de Marburg (Alemanha) e de Sevilha (Espanha).

Professor do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Religião da PUC-SP e da Faculdade de Comunicação da FAAP, ministra diversos cursos na Casa do Saber. Também escreveu "Contra um mundo melhor" (LeYa, 2010), "Crítica e Profecia - Filosofia da Religião em Dostoievski" (Ed. 34, 2003), "Conhecimento na Desgraça - Ensaio de Epistemologia Pascaliana" (EDUSP, 2004), "O Homem Insuficiente" (EDUSP, 2001) e "Do Pensamento no Deserto - Ensaios de Filosofia da Religião" (EDUSP, 2009).

Na nova obra, Pondé aponta suas armas para a mediocridade contemporânea, numa época afogada em narcisismo. "Ofereço esta agenda a todos que, como eu, estão fugindo das modas de um mundo viciado em seus próprios ridículos fantasmas de sucesso", afirma o autor, na sinopse do livro. E completa: "assim como Freud traiu nossa falsa inocência infantil, pretendo trair nossa mediocridade".

Segundo o filósofo, a psicologia nietzschiana do ressentimento deveria ser mais levada a sério quando se discute política no mundo contemporâneo. "Provavelmente, daqui a mil anos, não vão lembrar da nossa época como a época do IPad -vão lembrar da nossa época como a era do ressentimento. Somos uma civilização de mimados, que não é capaz de escutar nenhuma crítica sem achar que é uma questão de ofensa pessoal", afirma.


Livro: A Era do Ressentimento
Subtítulo:
 Uma Agenda para o Contemporâneo
Autor: Luiz Felipe Pondé
Editora: Leya
Edição: 1ª 
Ano: 2014
Idioma: Português
Especificações: Brochura / 176 páginas
Preço: R$ 39,90

Movimento #OcupeEstelita lança campanha pela soltura de manifestante preso em Recife


Canal de transmissões do #OcupeEstelita, o movimento social que luta contra o polêmico projeto 'Novo Recife' na cidade de Recife, Pernambuco, exibiu, ao vivo, uma coletiva de imprensa, de dentro do movimento. Alguns ativistas denunciam que estão sendo monitorados e perseguidos por pessoas ligadas às empreiteiras e que câmeras fotográficas, celulares e outros objetos pessoais foram apreendidos pela Polícia Militar e o Batalhão de Choque, nesta terça-feira(17), durante uma truculenta ação de reintegração de posse, no Cais Estelita. 

O grupo de civis pede "que as decisões do projeto esteja nas mãos de quem nela vive e não sejam apenas definidos pelo poder econômico dos empreiteiros".

Entre as reivindicações estão:
- Favorecimento de espaços para usufruto de toda população;
- Moradias populares;
- Uso misto e sem destinação restrita a segmentos sociais específicos;
- Preservação da memória e patrimônio da cidade;
- Integração com a vizinhança de seu entorno;
- Maior minimização possível de impactos ambientais;
- Participação popular deliberativa no processo de aprovação dos projetos;
- Cumprimento total das leis.

Números da ação truculenta
Na ação, que ao que tudo indica é ilegal, executada pela Tropa de Choque, 35 manifestantes deram entrada no IML, fizeram exame de corpo de delito, apresentando ferimentos causados por bala de borracha, cacetetes, estilhaços de bombas de feito moral e chicotes - esses vindos da polícia montada.

De acordo com Liana Cirne Lins, uma das advogadas do movimento, seis manifestantes foram presos durante a ação no Cais Estelita, ontem, no Centro Antigo de Recife. "Todos os cinco brancos foram soltos e apenas o rapaz negro da comunidade local, de nome Deivisson permanece preso", disse a advogada.  Contra eles foi registrado um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por desacato e resistência, contravenções de menor potencial ofensivo.

O grupo agora está em campanha (veja imagem abaixo) pedindo a soltura imediata de Deivisson que estaria preso no COTEL. 

Entenda o caso

A área do cais foi ocupada em 21 de maio por manifestantes contrários ao projeto Novo Recife, plano imobiliário de um grupo de construtoras que prevê a construção de torres residenciais e comerciais num terreno de 10 hectares, no Centro Histórico do Recife. Eles pedem a nulidade do processo administrativo que aprovou o projeto, que hoje é objeto de ações judiciais questionando sua legalidade.

O Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) concedeu a reintegração de posse da área, atendendo a um pedido feito por advogados do Consórcio Novo Recife. O DU e o Ministério Público recorreram da decisão, que ainda não foi analisada pela Justiça estadual. No dia 3, a Prefeitura do Recife anunciou a suspensão da licença que permitia a demolição de galpões da área do cais.

No dia 5, o engenheiro Eduardo Moura, representante da Moura Dubeux Engenharia, afirmou que o Consórcio Novo Recife concorda em produzir um novo projeto para o terreno.

Com humor, propaganda da Netflix dribla regras da FIFA; veja

A FIFA tem diversas regras sobre o que pode e o que não pode dizer durante a Copa do Mundo, mas sempre tem um jeitinho.

Aproveitando uma brecha, a agência VML e a Netflix fizeram um vídeo levinho, bem humorado e provocativo, aproveitando o timing da Copa do Mundo, sem burlar a questionável regra da FIFA.

No trecho, um amigo declara para a sua turma que vai assistir Netflix na copa, ao que todo mundo estranha – afinal, dá para assistir na copa, na cozinha, na sala, no escritório, na varanda…

O termo "copa" não foi registrado no INPI como marca da FIFA, como a palavra "pagode", por exemplo, portanto o seu uso é livre.