Cultura e Arte

A venda de livros no Brasil cresceu menos de 1% em 2014, informou nesta quarta-feira (3), o Sindicato Nacional dos Editores de Livros (SNEL) e a Câmara Brasileira do Livro (CBL), no Rio de Janeiro.

Pesquisa encomendada pelas entidades mostra, que a triagem média cresceu 9,3%, revelando que a aposta das editoras, ano passado, era arriscar o mínimo possível com novos títulos.

Por outro lado, os livros digitais, que correspondem a uma fatia pequena do mercado editorial, se mantém em alta. O faturamento passou de 13 milhões em 2013 para 17 milhões em 2014, considerando apenas os e-books produzidos no país. Ao todo, o setor faturou R$ 5,4 bilhões no ano passado.

A pesquisa foi elaborada pela Fundação Instituto de Pesquisa Econômicas (Fipe), da Universidade de São Paulo, com base em uma mostra com 733 editoras cadastradas pelas entidades.

Via EBC