Cultura e Arte

Conheça o novo chefe de gabinete da Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura

Luiz Guilherme Pádua (Guigo Pádua) é nomeado Chefe de Gabinete da Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura (SAV), em publicação no Diário Oficial da União nesta terça-feira, 4. Pádua é o vice-presidente da Associação Curta Minas e exercia o seu terceiro mandato na ABD mineira.

Além disso, Pádua é graduado em Publicidade e Propaganda (UFMG/1994) e editor/montador pela Escuela Internacional de Cine y TV, Cuba (EICTV), e foi presidente da Assossiação Brasileira de Documentaristas e Curtas-metragistas do Brasil (ABDN), presidente da Associação Curta Minas/ABD-MG, vice-presidente do Congresso Brasileiro de Cinema (CBC), coordenador de Acervo do Centro de Referência Audiovisual (CRAV-BH) e coordenador da Cátedra de Direção da Escuela Internacional de Cine y TV, San Antonio de los Baños - Cuba.

Pádua foi representante audiovisual no Conselho Nacional de Política Cultural, membro da Comissão Técnica de Análise de Projetos, da Secretaria de Estado da Cultura de Minas Gerais, representante da ABD Nacional no Conselho Consultivo da Secretaria do Audiovisual do MINC e membro da comissão de seleção de médias e curtas-metragens do edital Filme em Minas.

*Com informações do Panorama Audiovisual

Estreia do mês: websérie e filme no cinema homenageiam Dominguinhos

Thomas BaccaroDominguinhos gravando com Fuba de Táperoa e Hermeto Pascoal (Foto/divulgação: Thomas Baccaro)

A cantora Mariana Aydar, ao lado de Duani e Eduardo Nazarian, ambos diretores musicais, se associaram à bigBonsai, produtora audiovisual paulistana para, juntos, pesquisarem e promoverem encontros musicais em torno da vida e obra do cantor, compositor e sanfoneiro Dominguinhos, morto em julho de 2013.

A ideia central do projeto Dominguinhos+ (clique aqui para acessar a fan page oficial onde a webserie será publicada) foi reunir parceiros antigos e também músicos mais jovens – inspirados pela música de José Domingos de Morais, Nenê, em seu início de carreira, e Dominguinhos, após novo batismo feito por Gonzaga. Neste projeto, que inclui uma websérie, que estreia dia 26 de fevereiro no Facebook, e um longa metragem para o cinema (data não divulgada), surgem dois preciosos produtos audiovisuais que se completam, dão voz – e microfone – ao saudoso artista, herdeiro da arte de Gonzagão.

Participações musicais
Estrelam o projeto grandes parceiros musicais de Dominguinhos como Gilberto Gil, João Donato, Djavan, Hermeto Pascoal, Lenine, Orquestra Jazz Sinfônica, Mayra Andrade, Yamandu Costa, Elba Ramalho, Hamilton de Holanda, entre outros.

Divulgação           Websérie no Facebook vai mostrar encontros musicais inéditos de Dominguinhos e uma playlist exclusiva

"Me lembro da primeira vez que Dominguinhos esteve na bigBonsai. Era simplicidade, humildade e um jeito de ser e estar quase encabulado, meio para dentro. Dominguinhos era de poucas palavras. Acho que ele preferia tocar sanfona para se comunicar", conta Gilberto Topczewski, produtor do projeto.

Mariana Aydar também falou sobre a homenagem à Dominguinhos, projeto que durou seis anos. “Um Dominguinhos que pouca gente conhece: jazzista, improvisador, universal. Virtuoso que nunca 'estudou' música”. 

Dominguinhos na telona e na web

Na web série, aparecem seus últimos encontros em estúdio e as falas emocionadas de seus companheiros de estrada, instrumentos e palcos. O documentário, por sua vez, traz imagens de arquivo e o próprio Dominguinhos narrando sua trajetória – o início da carreira, a chegada ao Rio, a primeira sanfona, as parcerias. 

  • Lançamento do projeto: 12 de fevereiro, nas comemorações do aniversário de Dominguinhos
  • Lançamento da websérie: 26 de fevereiro.
  • Lançamento do documentário: em breve nos cinemas.

Ficha Técnica websérie Dominguinhos+:

Direção Geral: Felipe Briso
Direção Musical: Eduardo Nazarian, Mariana Aydar e Duani
Produção: Deborah Osborn e Gilberto Topczewski
Direção de Produção: João Felipe Keunecke
Direção de fotografia: Tiago Tambelli
Direção de Arte: Maurício Brandão
Engenheiro de som: Leonardo Nakabayashi 
Montagem: Lucas Cirillo, Guilherme Silva e Oswaldo Santana
Coordenação de pós: Daniel Amaro
Correção de Cor: Felipe Ino

Ficha Técnica filme Dominguinhos:

Idealização, Direção Musical e Produção Associada: Eduardo Nazarian, Mariana Aydar e Duani
Produção: Deborah Osborn, Felipe Briso e Gilberto Topczewski
Direção: Joaquim Castro, Eduardo Nazarian e Mariana Aydar
Produção Executiva: Deborah Osborn
Roteiro: Di Moretti
Montagem: Joaquim Castro
Pesquisa: Eloa Chouzal 
Desenho de Som: Joaquim Castro e Edson Secco
Direção de fotografia: Tiago Tambelli, Pedro Urano
Direção de Cenas: Felipe Briso e Joaquim Castro
Finalização: Zumbi Post

Rio ganha o novo Museu da Imagem e do Som em 2014; conheça a nova sede



Duas tradicionais instituições culturais vinculadas à Secretaria Estadual de Cultura do Rio estarão de cara nova em 2014. Projetada pelo escritório nova-iorquino de arquitetura e design Diller Scofidio + Renfro, a nova sede do Museu da Imagem e do Som (MIS), em construção na Avenida Atlântica, Praia de Copacabana, tem inauguração prevista para o segundo semestre do ano que vem. Meses antes, em abril, a cidade recebe de volta a Sala Cecília Meirelles, localizada na Lapa, e submetida nos últimos anos a um processo de restauração.

Iniciativa do governo fluminense, em parceria com a Fundação Roberto Marinho, o novo prédio do MIS terá uma área de 9,8 mil metros quadrados e sete andares para dar, acesso ao público o vasto acervo da instituição, hoje distribuído por dois prédios, um na Lapa e outro na Praça XV, no centro do Rio. O novo espaço vai incorporar o acervo do Museu Carmen Miranda, atualmente instalado em um pequeno prédio no Parque do Flamengo.

As coleções da Rádio Nacional, de Almirante, Elizeth Cardoso, Jacob do Bandolim, Nara Leão e tantas outras ganharão destaque no espaço expositivo do novo MIS, que terá um andar dedicado aos vários gêneros da música brasileira, como o samba, o choro e a bossa nova, além de mostrar acervos de televisão.

De acordo com sua presidenta, Rosa Maria Araújo, com a nova sede “o Museu da Imagem e do Som deixará de ser apenas um centro de documentação para se tornar um local atraente, que preserva a memória cultural”. A área de documentação e pesquisa passará a usar tecnologia moderna. O projeto contempla ainda café, restaurante panorâmico, bar-terraço, livraria e cine-teatro.

A cineasta e cenógrafa Daniela Thomas assina o projeto de museografia da exposição permanente do novo MIS, que terá como curador Hugo Sukman. O museu também abrigará exposições temporárias nacionais e internacionais.



*As informações são da Agência Brasil

Produtores americanos anunciam indicados a prêmio de TV e cinema

Cena do filme 12 anos de escravidão

Foi divulgado pela Associação de Produtores de Hollywood (Producers Guild of America), nesta quinta-feira, 2 de janeiro, os indicados para seu prêmio de TV e cinema.

Veja também:

 

Na categoria produtor de longa, foram escolhidos os representantes dos seguintes filmes: 12 anos de escravidão (que estreia no Brasil pela Disney, em 28 de fevereiro), Blue JasmineCapitão PhillipsDallas Buyers ClubEla(Sony, 7 de fevereiro), GravidadeO lobo de Wall Street (Paris, 24 de janeiro), NebraskaTrapaça (Sony, 24 de janeiro) e Walt nos bastidores de Mary Poppins (Disney, 14 de fevereiro). 


O prêmio, que será entregue no dia 19 de janeiro, é considerado um dos principais termômetros da categoria melhor filme do Oscar.

O Som ao Redor é escolhido para concorrer ao Prêmio Ariel; saiba mais


Responsável pela escolha do filme brasileiro que concorrerá ao prêmio de melhor filme iberoamericano, uma das categorias do Prêmio Ariel da Academia Mexicana de Artes e Ciências Cinematográficas, a Academia Brasileira de Cinema realizou uma votação entre seus sócios e o filme escolhido foi O som ao redor, de Kleber Mendonça Filho.

A 56ª edição do prêmio Ariel será no dia 27 de maio de 2014.

 


Assista ao trailer do filme: