Mapa de Editais

 

Ao longo desta semana, pesquisadores, mestres do folclore e da cultura popular, gestores, estudantes e artistas participam da 41ª edição do tradicional Encontro Cultural de Laranjeiras, em Sergipe.

A cidade, tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), em 1996, por seu conjunto arquitetônico, será berço também do lançamento, nesta sexta-feira (08), do "Selo Conexão Nordeste". Será divulgado um calendário de eventos e projetos ligados às ações do selo. O Ministério da Cultura participa do lançamento da iniciativa através da Representação Regional Bahia e Sergipe.

Criado para ser utilizado por todos os estados da região, nos projetos de intercâmbio que recebem incentivo público, o Selo buscará incentivar a circulação de artistas das mais diversas áreas, em atenção à meta 25 do Plano Nacional de Cultura (PNC). Ela prevê um aumento em 70% nas atividades de difusão cultural em intercâmbio nacional e internacional.

A ideia do selo foi elaborada durante o 1º Encontro de Gestores de Cultura da Região Nordeste, que ocorreu em novembro, com representantes do Ministério da Cultura (MinC), da Fundação Nacional de Artes (Funarte) e das secretarias e fundações municipais e estaduais.

Dos nove estados da região, seis confirmaram a participação no Conexão Nordeste. São eles: Alagoas, Sergipe, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Paraíba e Maranhão.

"Estamos orgulhosos com a mobilização que o Nordeste apresenta na forma do selo "Conexão Nordeste. Esse lançamento é o primeiro passo de um projeto grandioso, que vai trabalhar o intercâmbio de forma abrangente, com a circulação de atrações e políticas culturais", afirma o secretario de Cultura de Sergipe, Elber Batalha.

Na reunião de gestores de cultura realizada em novembro, alguns eventos promovidos pelos estados foram elencados para compor o calendário de intercâmbio. Isso inclui o Dia Nacional da Poesia (Março – RN), o Festival Sergipano de Artes Cênicas (Março – SE), o Encontro Nordestino de Cultura (Junho – SE) e o Festival de Inverno de Garanhuns (Julho – PE). Está prevista uma mostra de audiovisual a ser realizada simultaneamente pelos estados em maio, marcando as ações do projeto Conexão Nordeste.

O Encontro acontece desde segunda-feira (04), reunindo diversas atividades ligadas a música, arte, dança e manifestações tradicionais de Sergipe. O município é referência pela riqueza de manifestações populares e grupos folclóricos que abriga, como o Samba de Pareira, Reizado, Parafuso, São Gonçalo, Lambe Sujo, Caboclinho, entre outros.

Dentro da programação, a Secretaria de Cultura do Estado (Secult) realiza o Simpósio do Encontro até sexta-feira, que neste ano aborda o tema "Cultura popular e contemporaneidade: memória, gestão e diversidade". Em parceria com a Universidade Federal de Sergipe (UFS), o Simpósio reúne pesquisadores e especialistas de diversos estados do país para debater tradições e tendências.

O evento conta ainda com o apoio da Superintendência Regional do Instituto do Patrimônio Artístico e Nacional (IPHAN/SE) e do Conselho Estadual de Cultura (CEC). As palestras e debates ocorrem no Campus Laranjeiras da Universidade Federal de Sergipe e são abertas ao público.