Mapa de Editais

Inscrições abertas: residência artística de três meses em Roma

A Secretaria da Economia Criativa do Ministério da Cultura, em parceria com a embaixada da Itália no Brasil, obteve uma vaga para residência artística com duração de três meses na Fondazione Memmo, com sede no centro histórico de Roma.

A Fundação, criada com o objetivo de promover a interação entre artistas estrangeiros e a cidade de Roma, realiza ações para divulgação, preservação e restauração de obras de arte, além de atividades de apoio à investigação científica, em colaboração com museus, universidades e instituições públicas e privadas.

Seu programa de intercâmbio, iniciado em 2012, estimula a experimentação e o desenvolvimento de obras de artes visuais. Durante a residência artística serão promovidos encontros com outros artistas expoentes da arte contemporânea de Roma, além de visitas a estúdios. A Fundação oferece toda a assistência logística, inclusive acomodação, para o artista residente.

Ao final da residência artística há a oportunidade de exibir o trabalho desenvolvido por meio de uma exposição na sede da fundação no Palácio Ruspoli, erguido no século XVI. O espaço, localizado em uma das principais vias da Roma histórica, abriga, além da sede da Fundação Memmo, um centro de convenções e um hotel.

Inscrição

Os interessados devem se inscrever no edital Conexão Cultura Brasil #Intercâmbios até o dia 7 de novembro. Em paralelo, devem entrar em contato com a fundação por meio do e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. e enviar a documentação solicitada, que inclui um plano de estudos, currículo e portfólio.

Confira os detalhes desta oportunidade em: http://culturadigital.br/intercambio

Oi Futuro convoca para Seleção Nacional de Projetos Culturais 2014/15

A Oi é uma das maiores patrocinadoras da cultura brasileira e tem, nos últimos dez anos, acreditado no poder transformador da arte. Com o Programa Oi de Patrocínios Culturais Incentivados, apoia projetos nas mais diversas regiões do País e nas mais variadas áreas artísticas, reafirmando anualmente, em Editais Públicos, seu compromisso com a cultura.

Esse apoio tem se concretizado por meio da seleção de projetos culturais em duas linhas de investimento. A primeira delas corresponde à Seleção Nacional de Projetos Culturais 2014/2015 (clique aqui), voltada a projetos apoiados por Leis Estaduais de Incentivo à Cultura em todo o Brasil. Já a segunda é a Seleção da Programação dos Centros Culturais Oi Futuro 2014/2015 no Rio de Janeiro, para projetos inscritos nas Leis Estaduais e Municipais de Incentivo à Cultura.

Desde sua primeira edição, duas referências principais têm orientado a seleção realizada pelos Editais. Estimular novas linguagens artísticas, apoiando criações que proponham e promovam o cruzamento entre arte, ciência e tecnologia, e a convergência de meios e de suportes. E promover a democratização do acesso à produção artística pela valorização de projetos mobilizadores de público e que fomentem a formação de plateias, dialogando especialmente com o público jovem.

Esta nova edição do Edital mantém essas referências. Por um lado, enfatizando o uso inovador da tecnologia nas suas variadas possibilidades. Por outro, convidando artistas e criadores a desenvolver e disponibilizar conteúdos digitais para promover uma circulação ainda mais abrangente da produção cultural brasileira.

Fonte: www.oifuturo.org.br

Com 1 milhão e 400 mil, Prêmio vai contemplar 25 projetos artísticos de estética negra

Estão abertas e seguem até 03 de outubro as inscrições para a 3ª edição do Prêmio Nacional de Expressões Culturais Afro-brasileiras. A proposta é incentivar a afirmação da cidadania, a dignidade das expressões de raízes culturais negras, a divulgação, ampliação e reconhecimento de grupos, artistas negros e companhias, além de suas iniciativas.

Com o investimento de 1 milhão e 400 mil, o Prêmio contemplará 25 projetos de todo o país nas modalidades dança, teatro, música e artes visuais de artistas, grupos e companhias que atendem à estética negra nos segmentos dança, artes visuais, teatro e música.

Concebido em 2006, o edital é  resultado de parceria entre a Fundação Cultural Palmares (FCP), o Centro de Apoio ao Desenvolvimento Osvaldo dos Santos e Neves (Cadon) e a Petrobrás. Ele atende a demandas apresentadas durante o II Fórum Nacional de Performance Negra, realizado em Salvador onde, os debates estiveram em torno da falta de elaboração de editais públicos e das linhas de financiamentos, direcionadas exclusivamente para o desenvolvimento de artistas, grupos e companhias que trabalhassem com a produção artística de estética negra.

O edital é ainda, uma possibilidade de valorizar a cultura afrodescendente e suas manifestações contemporâneas, potencializando tanto as ações de grupos já estabelecidos no Brasil, quanto as de grupos emergentes. De acordo com Hilton Cobra, presidente da FCP, o Prêmio é a concretização do comprometimento com os artistas que defendem o valor da cultura negra nos palcos, nas ruas, nas galerias, nas telas de TV e do cinema, nos livros e no imaginário brasileiro.

Para participar – Poderão se inscrever pessoas jurídicas, de natureza cultural, com ou sem fins lucrativos e que trabalhem de forma sistemática com as expressões culturais afro-brasileiras, nos segmentos contemplados pelo edital. Além do prêmio em dinheiro, os proponentes selecionados receberão um troféu, em cerimônia realizada, especialmente para este fim, no Teatro Rival BR, localizado no Rio de Janeiro/RJ.

Os finalistas também terão seus nomes impressos em um catálogo com os trabalhos vencedores de todas as categorias, no intuito de promover maior visibilidade ao artista. Em 2010 o site do Prêmio Afro registrou 33.492 visualizações, com visitantes do Brasil, Alemanha, Itália, Argentina, Japão e França. As duas edições realizadas somam mais de 1.400 inscrições. A meta para 2014 é dobrar os números e atingir os 5.570 municípios do país. Confira!

As Modalidades

Teatro – Montagem ou remontagem de espetáculo teatral, performance, festival, circo, seminários, workshop e oficinas gratuitas;

Dança – Montagem ou remontagem de espetáculo de dança, performance, festival, circo, seminários, workshop e oficinas gratuitas;

Música – Gravação de CD de artistas ou grupos que tenham como base de suas composições, gêneros musicais que emergiram ou foram influenciados pela cultura africana e de seus descendentes, como o samba, o maracatu, o ijexá, o coco, o jongo, o maculelê, o maxixe, a lambada, o carimbó, entre outros.

Artes Visuais – Montagem ou remontagem de exposição de artes gráficas, artes plásticas, arte pública e intervenção urbana, fotografia, videoarte, grafite, escultura, gravura, instalação, design, arte tecnológica, multimídia, arte contemporânea, outras expressões das artes visuais não especificadas anteriormente e oficinas gratuitas.

A noite de premiação está agendada para janeiro de 2015.

Saiu a lista dos 461 projetos aprovados para captar recursos via Lei Rouanet

 
Diversos festivais de música foram contemplados 

Reunidos em Paulínia (SP) nos dias 2, 3 e 4 de setembro, os integrantes da 224ª Reunião da Comissão Nacional de Incentivo à Cultura (CNIC) aprovaram 461 projetos dos 526 analisados.

Depois da aprovação pela CNIC, as propostas seguem para análise documental e serão publicadas no Diário Oficial da União.

Leia também:


Com a aprovação, os projetos culturais recebem a autorização para captar recursos com pessoas físicas pagadoras de Imposto de Renda (IR) ou com empresas tributadas com base no lucro real por meio do mecanismo de renúncia fiscal da Lei Rouanet.
 
Para empresas, o montante que pode ser investido é de até 4% do imposto devido; e para pessoas físicas, ele chega até 6% do imposto devido.
 
A CNIC é um órgão colegiado formado por representantes de secretarias do Ministério da Cultura e entidades vinculadas, classe artística, empresarial e sociedade civil, que tem a finalidade de analisar e opinar sobre as propostas encaminhadas ao Ministério da Cultura. Ao todo, são 21 integrantes: sendo sete titulares e 14 suplentes das áreas de audiovisual, humanidades, artes cênicas, artes visuais, empresariado nacional, música e patrimônio.
 
As próximas reuniões da comissão estão previstas para os dias 7, 8 e 9 de outubro, em Brasília (DF); 4, 5 e 6 de novembro, em Manaus (AM) e 2, 3 e 4 de dezembro, em Brasília (DF).

Fórum

Durante a reunião de setembro foi realizado o II Fórum de Incentivo à Cultura. O evento reuniu no dia 3 de setembro mais de 500 pessoas entre produtores, empresários, artistas, agentes culturais, profissionais do setor e estudantes.
 
O fórum contou com palestras sobre mudanças no sistema do Ministério da Cultura em que os projetos culturais são inscritos, além de orientações e consultas sobre apresentação de propostas, aprovação de projetos e prestação de contas.

Os integrantes da comissão também visitaram o Polo Cinematográfico de Paulínia.

Nova CNIC

A composição da comissão será renovada para os próximos dois anos. As inscrições para integrar a CNIC estão abertas até o próximo dia 12 de setembro.