Mapa de Editais

Selo Conexão Nordeste será lançado nesta sexta

 

Ao longo desta semana, pesquisadores, mestres do folclore e da cultura popular, gestores, estudantes e artistas participam da 41ª edição do tradicional Encontro Cultural de Laranjeiras, em Sergipe.

A cidade, tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), em 1996, por seu conjunto arquitetônico, será berço também do lançamento, nesta sexta-feira (08), do "Selo Conexão Nordeste". Será divulgado um calendário de eventos e projetos ligados às ações do selo. O Ministério da Cultura participa do lançamento da iniciativa através da Representação Regional Bahia e Sergipe.

Criado para ser utilizado por todos os estados da região, nos projetos de intercâmbio que recebem incentivo público, o Selo buscará incentivar a circulação de artistas das mais diversas áreas, em atenção à meta 25 do Plano Nacional de Cultura (PNC). Ela prevê um aumento em 70% nas atividades de difusão cultural em intercâmbio nacional e internacional.

A ideia do selo foi elaborada durante o 1º Encontro de Gestores de Cultura da Região Nordeste, que ocorreu em novembro, com representantes do Ministério da Cultura (MinC), da Fundação Nacional de Artes (Funarte) e das secretarias e fundações municipais e estaduais.

Dos nove estados da região, seis confirmaram a participação no Conexão Nordeste. São eles: Alagoas, Sergipe, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Paraíba e Maranhão.

"Estamos orgulhosos com a mobilização que o Nordeste apresenta na forma do selo "Conexão Nordeste. Esse lançamento é o primeiro passo de um projeto grandioso, que vai trabalhar o intercâmbio de forma abrangente, com a circulação de atrações e políticas culturais", afirma o secretario de Cultura de Sergipe, Elber Batalha.

Na reunião de gestores de cultura realizada em novembro, alguns eventos promovidos pelos estados foram elencados para compor o calendário de intercâmbio. Isso inclui o Dia Nacional da Poesia (Março – RN), o Festival Sergipano de Artes Cênicas (Março – SE), o Encontro Nordestino de Cultura (Junho – SE) e o Festival de Inverno de Garanhuns (Julho – PE). Está prevista uma mostra de audiovisual a ser realizada simultaneamente pelos estados em maio, marcando as ações do projeto Conexão Nordeste.

O Encontro acontece desde segunda-feira (04), reunindo diversas atividades ligadas a música, arte, dança e manifestações tradicionais de Sergipe. O município é referência pela riqueza de manifestações populares e grupos folclóricos que abriga, como o Samba de Pareira, Reizado, Parafuso, São Gonçalo, Lambe Sujo, Caboclinho, entre outros.

Dentro da programação, a Secretaria de Cultura do Estado (Secult) realiza o Simpósio do Encontro até sexta-feira, que neste ano aborda o tema "Cultura popular e contemporaneidade: memória, gestão e diversidade". Em parceria com a Universidade Federal de Sergipe (UFS), o Simpósio reúne pesquisadores e especialistas de diversos estados do país para debater tradições e tendências.

O evento conta ainda com o apoio da Superintendência Regional do Instituto do Patrimônio Artístico e Nacional (IPHAN/SE) e do Conselho Estadual de Cultura (CEC). As palestras e debates ocorrem no Campus Laranjeiras da Universidade Federal de Sergipe e são abertas ao público.

Concurso internacional de fotografia dará prêmios de até R$100 mil

Convite à calma em Amsterdam (Credito: Lívia Rangel)

Se você é fotógrafo profissional ou amador e tem grandes fotos que se encaixem nas temáticas “Felicidade”, “Vida Selvagem”, “Pai e Filho” e “Geral” e está afim de participar de um concurso no exterior, ainda dá tempo de fechar o ano jogando sementes para 2016.

Leia mais: 

MinC lança edital para digitalizar acervos sobre povos originários


As inscrições para o prêmio internacional Hamdan se encerram no dia 31 de dezembro. Mais infos e regulamentos (em inglês), no site oficial do HIPA. 
 

  • Organizador/patrocinador: Hamdan bin Mohammed bin Rashid Al Maktoum Internacional Photography Award (HIPA).
  • Maior prêmio: US$25.000,00 (prêmio em dólar dos EUA) 
  • Quem pode participar: fotógrafos amadores e profissionais, de qualquer lugar do mundo, acima de 18 anos
  • Fotos: devem ser enviadas em JPG, no minimo 2MB, permitido P&B e colorido em todas as categorias
  • Resultado: cerimônia em Março de 2016
  • Inscrição: grátis e online 

 

MinC lança edital para digitalizar acervos sobre povos originários


Até 10 de janeiro de 2016, pesquisadores envolvidos em projetos que têm como foco as culturas indígenas brasileiras poderão concorrer a até R$ 80 mil para disponilizar acervos na internet. Lançado pela Secretaria de Políticas Culturais (SPC) do Ministério da Cultura (MinC) e pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), o edital de pesquisa-ação Povos Originários do Brasil tem por objetivo incentivar e apoiar a coleta, recuperação, conservação e disponibilização via internet, para o acesso público, de acervos de interesse científico e cultural de bens do patrimônio indígena brasileiro.

Poderão participar do edital, que contará com recursos de cerca de R$ 1,4 milhão, provenientes do Fundo Nacional de Cultura (FNC), pesquisadores vinculados a instituições de caráter científico ou tecnológico, públicas ou privadas e sem fins lucrativos.

Os recursos são destinados exclusivamente ao pagamento de bolsas de pesquisa com recursos de auxílio ao pesquisador. Os números de bolsas e categorias dependerão da demanda e da avaliação dos projetos apresentados. As propostas a serem apoiadas deverão ser executadas em um período de até 12 meses.

Histórico

Como parte das políticas adotadas pelo MinC, a SPC lançou, em 2014, também em parceria com a UFPE, as bases para a construção de uma política nacional que contemple a digitalização de acervos da cultura.

O primeiro edital teve como foco a Preservação e Acesso aos Bens do Patrimônio Afro-Brasileiro e recebeu 92 projetos - sendo que 24 deles foram selecionados, cobrindo um amplo espectro de acervos do patrimônio afro-brasileiro para o acesso público em meio digital.

Os projetos selecionados alinham-se a ação desenvolvida pela SPC, em conjunto com a Universidade Federal de Goiás (UFG), para desenvolvimento de solução tecnológica para digitalização dos acervos. A previsão é que, até o final de 2015, esses projetos já estejam no ar para acesso da sociedade.

MinC cancela edital de apoio à internacionalização da cultura e envia nota

O Ministério da Cultura (MinC) informou que revogou (leia-se cancelou) nesta data o edital Conexão Cultura Brasil# Plataformas, publicado originalmente no Diário Oficial da União (DOU), no dia 21 de outubro de 2014. O ato saiu hoje no Diário Oficial da União. Também ficam revogadas as publicações posteriores referentes ao certame.

"O motivo da revogação do documento foram erros operacionais na gestão do edital. Por conta disso, o MinC precisou rever os atos publicados, tanto na fase de Habilitação quanto na etapa preliminar de Avaliação e Seleção.

A decisão levou em consideração que é dever da Administração Pública rever seus atos a qualquer tempo, se constatada eventual irregularidade processual. Além disso, como não houve homologação do edital, há apenas expectativa de direito por parte dos proponentes. Explicitado em ofício circular enviado a cada um dos proponentes, o MinC esclarece que é dever da Administração rever seus atos a qualquer tempo, se constatados erros e problemas.

O Ministério lamenta eventuais transtornos que possam ter sido causados aos proponentes, mas ressalta que é importante para este ministério atuar de acordo com os princípios da Administração Pública.

Reiteramos a relevância das ações de promoção e difusão voltadas para a internacionalização da cultura. Neste sentido, estão em curso duas seleções de empreendedores da cultura para participação em feiras de negócios e prevemos novas ações para 2016.

Dúvidas sobre a revogação do edital podem ser tiradas no e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. "