Música

Nesta terça-feira (31), Kiko Dinucci apresenta os primeiros registros de seu projeto solo Cortes Curtos -- cujo lançamento está previsto para fevereiro -- em dois vídeos ao vivo para a série Stripped Sessions, do site redbull.com. Acompanhado de Marcelo Cabral no baixo e Sérgio Machado na bateria, ele apresenta versões exclusivas de "No Escuro" e "Crack para Ninar".

Kiko é um dos personagens mais emblemáticos da nova música brasileira e está por trás dos projetos Metá-Metá, Passo Torto, Bando Afromacarrônico e, recentemente, da estreia solo de Juçara Marçal -- sua companheira no Metá-Metá --, com o disco Encarnado.

Cortes Curtos é marcado, entre outras coisas, pela habilidade que o cantor, compositor e multi-instrumentista tem de musicar histórias cotidianas que acontecem nas ruas da cidade de São Paulo. Esse é o mote central do primeiro disco solo de Kiko, que chega aos ouvidos dos fãs no início de fevereiro.

Veja os vídeos de "No Escuro" e "Crack para Ninar": 

Assista ao clipe da faixa "Crack de Ninar"

Gravado no Red Bull Studio São Paulo, o álbum é composto por 15 canções nas quais Kiko Dinucci promove um encontro imaginário entre o samba soturno e paulistano de Paulo Vanzolini com o pós-punk dos anos 1980. As faixas, curtas e diretas, são pequenas crônicas urbanas do cotidiano caótico da cidade de São Paulo, que levam o ouvinte a uma viagem sonora de forte conteúdo imagético percorrendo os bairros centrais de São Paulo.

Sobre o Red Bull Studio São Paulo

Desde 2013, o Red Bull Studio São Paulo funciona como um espaço de experimentação e produção musical para artistas dentro do Red Bull Station, onde funcionou a antiga subestação de energia Riachuelo. Com altíssimo padrão técnico, o estúdio é reservado para talentos de estilos diversos, independente de sua abrangência ou tempo de carreira. Por ali, já passaram nomes como Metá Metá, Nação Zumbi, Emicida e Arto Lindsay.