Música

Eleven Culture está presente na feira WOMEX; veja como será a cobertura

Motorpoint Arena

A equipe da Eleven Culture já chegou na cidade de Cardiff, no País de Gales (UK). Durantes os próximos cinco dias vamos acompanhar os melhores momentos da WOMEX (a maior feira de world music do mundo), com destaque para a participação dos artistas e produtores brasileiros que vão apresentar seus trabalhos em stands e conferências durante a convenção. Entre as atrações do Brasil que vão se apresentar no evento estão a Orquestra Contemporânea de Olinda e o grupo Bongar, ambos de Pernambuco.

Nesta edição, a disputada expo vai realizar diversos shows, exibição de filmes musicais, rodadas de negócio, em um programa repleto com mais de 80 palestrantes de 25 países em mais de 20 sessões, tem ainda a WOMEX Award Ceremony, na manhã de domingo. As atividades começam nesta quarta-feira(23), a partir das 14h, e vão até domingo(28), no Wales Millenniun Centre e Motorpoint Arena.

Hoje à noite a organização da WOMEX irá estender o tapete vermelho para os delegados no concerto de abertura com o grupo Land of Song, celebrando o início da WOMEX 13. O diretor artístico, Cerys Matthews, promete "uma noite que reflete sobre e presta homenagem às raízes musicais e culturais do País de Gales, honrando a ligação intrínseca entre a história galesa e música".

Lucas Santtana fala sobre exportação da música brasileira (Parte 1)

Divulgação

A Eleven Culture começa hoje uma série de vídeos bate-papo, gravados com o cantor e compositor Lucas Santtana em encontro com artistas sobre Internacionalização da Música Brasileira, realizado pelo projeto Bahia Music Export (BMEX), que integra o Programa de Mobilidade Artística e Cultural, promovido pela Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) e pela Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB). O evento aconteceu no início de outubro no Museu de Arte Moderna da Bahia (MAM-BA).

Artista inovador, dentre os primeiros que lançaram na internet suas composições para download, reconhecido pela crítica nos EUA e na Europa (Rolling Stone – EUA, New York Times – EUA, Les inrockuptibles e Liberation – França, The Guardian – ING e Corriere Della Sera – Italia), Lucas é um dos principais representantes da nova música brasileira para o mundo, com dois discos já lançados no exterior.

Nesta primeira parte, o artista fala sobre sua experiência com selos independentes e turnês no exterior. Confira: 

Balanço suave: Céu brilha entre as cantoras da nova MPB

Céu está em turnê de lançamento do seu terceiro álbum, Caravana Sereia Bloom

De passagem pela capital baiana, na noite de quinta-feira (04/10), a cantora, compositora e multi-instrumentista Céu subiu ao palco do largo Tereza Batista, no Centro Histórico de Salvador. O show de lançamento do disco Caravana Sereia Bloom (2012), encheu a praça de fãs e mostrou por que a paulista é considerada uma das mais promissoras cantoras da sua geração.

Lívia Rangel / Eleven CultureMisturando ritmos como samba, bossa-nova, seresta, carimbo e até pitadas de tecno-brega, com músicas de seus três elogiados discos de carreira, e ainda com homenagens a Pepeu Gomes e Bob Marley, Céu consegue fazer um show tão suave, quanto dançante, tão pop, quanto experimental. (Veja vídeo abaixo).

O show da nova turnê desfila seus maiores sucessos como ‘Malemolência’, ‘Lenda’ e ’10 Contados’, músicas que ficaram famosas ao entrarem para trilhas de novelas globais como ‘Beleza Pura’, ‘Três Irmãs’ e ‘Pé na Jaca’, respectivamente.

Entre os novos singles, Céu vem apostando na canção ‘Retrovisor’, que ganhou um videoclipe em clima retrô e compõe o disco Caravana Sereia Bloom – indicado ao Grammy Latino na categoria Melhor Álbum de Pop Contemporâneo Brasileiro.

No palco, a artista destacou a importância da obra do pai da reggae music, em sua trajetória musical – o que culminou em uma participação da brasileira no tributo aos 40 anos do álbum Catch a Fire, ocorrido em São Paulo, na semana anterior ao show na Bahia.

Lívia Rangel / Eleven Culture

Aliás, depois de relembrar a bela versão de ‘Concrete Jungle’, que integra seu primeiro CD, Céu fechou a noite em Salvador, ao som de reggae com o bis da própria canção ‘Catch a Fire’. “Foi uma grande honra fazer parte de um tributo a Bob Marley”, comemorou a cantora.

Veja vídeo de Céu cantando o single 'Retrovisor':

Veja como foi a inauguração do estúdio de gravação do Ilê Aiyê

Sala de controle do estúdio de gravação do Ilê Aiyê, em Salvador, Bahia

O dia 11 de outubro de 2013 vai ficar marcado na história do histórico bloco afro baiano Ilê Aiyê. Foi nesta data que aconteceu a esperada inauguração do seu estúdio de gravação, um projeto que vinha sendo desenhado há seis anos, como parte da comemoração dos 40 anos da entidade.

O evento para convidados aconteceu no próprio estúdio, situado na Senzala do Barro Preto, no bairro da Liberdade, em Salvador, Bahia.

A noite de festa contou com participação da diretoria do bloco e de artistas como a atriz Maria Menezes, os cantores Fábio Cascadura, Roy (O Círculo), Natinho do Congo (Os Negões), Will Carvalho, entre outros, além de pocket shows com a Band´Aiyê e a banda Diego Orrico and The Blue Bullets, que comandou uma jam com diversos músicos locais.

Segundo  Antonio Carlos “Vovô”, presidente do bloco, o estúdio representa um marco na história do Ilê Aiyê por ser um sonho antigo da entidade. Para realizá-lo, o Ilê contou com o patrocínio das empresas Vivo e Brahma e do Governo do Estado da Bahia através do Fazcultura.

O projeto cultural foi administrado pela Caderno 2 Produções, cabendo a Audium – Audio e Acústica a responsabilidade pelo projeto acústico.

Além disso, o acompanhamento técnico ficou a cargo do norte-americano Brian Knave, especialista em tecnologia de microfones, mesas de som e técnicas de gravação, bem como na implantação de estúdios musicais: foi consultor, por exemplo, na construção dos estúdios de Marisa Monte, Carlinhos Brown e Durval Lelis, entre outros artistas.

Veja o vídeo registrado pela equipe da Eleven Culture na festa de inauguração:



Monobloco lança disco 'Arrastão da alegria', com quatro músicas inéditas

Mariana Vianna

Álbum traz também clássicos da música popular, do samba e do pop-rock. 

Grupo percussivo, conhecido por arrastar milhões de foliões no encerramento do carnaval carioca, faz sucesso no exterior. Além de arrastar milhões de foliões no encerramento do carnaval carioca, o Monobloco lota os 120 shows que faz por ano.

Em 2013, o grupo está lançando o álbum ‘Arrastão da alegria’, que traz quatro músicas inéditas e clássicos da MPB, do samba e do pop-rock. “A gente resolveu arriscar dessa vez, que a gente já queria há muito tempo”, explica o vocalista Pedro Luís.